sexta-feira, 31 de outubro de 2008

As Consequências do Despertar







Enveredarmo-nos pelos caminhos do conhecimento pode ser uma experiência fascinante. Na maioria das vezes é. No entanto, essa também pode ser uma experiência solitária, assustadora, porque pode nos fazer ver inclusive o que não queremos enxergar.

Adentrar o mundo do conhecimento pode nos abrir os olhos e não nos permitir nunca mais fechá-los. Pode nos conceder mais informação do que gostaríamos de ter. Pode nos dar ângulos de visão jamais imaginados. Pode nos modificar para sempre. E ser modificado para sempre pode não ser uma carga muito fácil de ser carregada. 

Embrenharmo-nos pelo mundo do conhecimento nos acarreta uma série de consequências, entre elas o despertar de uma consciência que talvez nunca mais volte ao seu estado anterior de letargia.

É descobrir que o ato de aprender pode estar surpreendentemente no deixar-se desaprender. Que um melhor viver pode depender de um morrer diário. Que não existe mais potente espelho para as imperfeições de nossa alma que o nosso olhar sobre os defeitos dos outros. Que aquilo que temos mais dificuldade de enxergar é justo o que mais necessitamos ver. É perceber atônito que o valor de nossos questionamentos está muito acima de qualquer resposta que nos possam dar. Que mais faz falta o sentir do que o pensar...

No entanto, uma consciência desperta mais nos fará calar do que enfrentar controvérsias. Pois, apesar de parecer paradoxal, a aquisição de conhecimento nos abrirá a mente, mas nos fechará a boca. E, com bastante frequência, isso talvez nos obrigue a assistir à distância o mundo que passa diante de nossos olhos. E em silêncio... Um solitário, consciente, tranquilizador, harmônico e sábio silêncio.

A sensação da liberdade anímica supera qualquer dor que a consciência possa te obrigar a suportar para que você seja despertado. E a dor é inevitável...


2 comentários:

  1. O excesso é por si um excesso: um MAL

    ResponderEliminar
  2. Entretanto, cheguei a um estágio em que prefiro o excesso à falta... agora não há ,mais retorno.

    ResponderEliminar

Grata por registrar sua visita.