sexta-feira, 30 de março de 2012

Poluição Sonora - dos direitos do cidadão




DA REDAÇÃO - ARAÇATUBA

"Após dezenas de apreensões de veículos com som alto em Araçatuba, principalmente na região da avenida Brasília durante os finais de semana, houve uma redução nos casos. No entanto, nesta sexta-feira à noite, policiais militares apreenderam uma Saveiro que estava trafegando às 23h40 com som que chegava a 103 decibels (dB), com medição a sete metros do veículo.

Os policiais faziam patrulhamento quando viram uma Saveiro, 2003, passar pela avenida Brasília esquina com a rua Cândido Portinari, por volta de 23h40. O volume excessivo do som do carro chamou a atenção dos policiais. Eles constataram níveis acima de 100 dB. O veículo, que era dirigido pelo frentista Welton Nogueira de Carvalho, 20, foi apreendido e só será liberado após passar pela perícia.

O engenheiro Manoel Held, perito do Instituto de Criminalística, explica que o ouvido humano não suporta ruídos com níveis de 115 dB. Ele já aferiu veículos cujo sistema de som chegavam perto dos 140 dB, mesmo índice gerado pelas turbinas dos aviões a jato.

O artigo 42 da Lei das Contravenções Penais, que trata da perturbação de sossego ou trabalho alheios, em seu parágrafo terceiro, inclui o abuso com instrumentos sonoro ou sinais acústicos, onde são inclusos os sons automotivos.

A resolução do Contran, que regulamenta o uso de aparelhos de som e demais ruídos em veículos, permite um nível máximo de 80 decibels (dB), medido a 7 metros de distância do veículo. A multa para quem excede o limite é de R$ 127, além da inclusão de cinco pontos no prontuário de habilitação do motorista e apreensão do veículo para perícia. Com relação à contravenção penal, pode haver prisão simples de até três meses e multa.

O proprietário do veículo apreendido ainda tem de pagar uma taxa de R$ 120 referente ao serviço do guincho e mais R$ 17,50 por dia que o veículo permanecer apreendido."







Com base na postagem deste site, devo dizer que é preciso começar a fazer denúncias em PARAGOMINAS (A CIDADE MODELO) sobre esses carros, bicicletas, motos e caixas de som instaladas em postes de iluminação pública, cujos donos não têm o menor respeito pela população, nos obrigando a ouvir suas propagandas, músicas e locuções insuportáveis TODO SANTO DIA, das 7 e meia da manhã até às 6 horas da tarde. Como se já não fosse bastante ter que suportar os Neandhertalensis condutores de veículos com potentes aparelhagens de som, que nos obrigam a ouvir (a qualquer hora) músicas de gosto duvidoso, num volume além do suportável.


ISSO É UM ABSURDO!!!


É preciso dar um basta nesta história de que: Paragominas é terra onde as leis só vigoram quando são politicamente convenientes.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Grata por registrar sua visita.