sexta-feira, 20 de julho de 2012

"Deitado eternamente em berço esplêndido..."





É impressionante como levamos tão a sério esta frase que compõe a letra de nosso hino nacional.
Somos o povo da revolta silenciosa. Somos os revoltosos que engolem seco todas as injustiças. Somos os que conseguem passar uma vida inteira indignados, mas sem se levantar do velho (e nem tão confortável) colchão.

Almoçamos e jantamos indignados. Engolimos tantos sapos que nosso estômago deveria se chamar pântano. Pagamos resignados milhões de vezes pelo mesmo e porco serviço (Educação e Saúde, por exemplo) sem um resmungo de indignação.

Há muito tempo já perdemos para a violência o nosso direito de ir e vir, mas a passeata é pela liberdade de usar maconha (!!!). Temos uma constituição que diz que somos todos iguais e temos os mesmos direitos, mas lutamos por cotas raciais (???????) nas universidades, pela criminalização da homofobia (e acaso homossexual pertence a outra espécie???) e (ainda!!!!) ficamos surpresos quando vemos um negro bem sucedido ou um índio frequentando a Universidade.

E já que o ano de 2012 é de eleições, que tal ouvir (escutar, ler, interpretar, viver) Renato Russo? E, embalados pela canção, lembrar que, como disse Che, "hay que endurecerse pero sin perder la ternura jamás" e, devo acrescentar, tampouco sem perder a indignação!

E por falar em indignação: que tal um pouco de consciência? Então, antes de ouvir a música, quem tiver ouvidos que ouça a Saramago em seu discurso sobre a importância desta já tão perdida consciência. Basta clicar no link abaixo.



Já o Renato Russo, aqui está o vídeo e também a letra de sua, desgraçadamente, tão atual (apesar de antiga) música.




PERFEIÇÃO - RENATO RUSSO

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões...

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação...

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E sequestros...

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão...

Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!...




2 comentários:

  1. Cabeça boa a sua em Alessandra!
    Quem dera realmente tudo isso pudesse sair do papel e virar realidade.
    Mas não, é sómente uma dose de oxigênio a mais, sair do coma por um breve momento e morrer em seguida.
    Que dó!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Anônimo... Não sei se minha cabeça é tão boa assim...
      De todos modos, bem-vindo ao blog. E grata pelo comentário.
      Felicidades e boas realizações.

      Eliminar

Grata por registrar sua visita.