domingo, 23 de junho de 2013

Dos "brasileiros" serviços oferecidos pelo Banco do Brasil


Estive no dia 23 de junho de 2013, num domingo, no Branco do Brasil e logo à porta já me deparo com este ambiente:








Atravessei o "lamaçal" e fui em busca de um caixa eletrônico que estivesse funcionando. Havia 3 entre os mais de 15 existentes na agência. Um deles estava travado com a conta de um cliente exposta na tela.



Achei um absurdo. E, enquanto procurava por um caixa no qual eu finalmente pudesse sacar meu dinheiro e ir embora, fiquei pensando no constrangimento que deve ser ter seus dados expostos dessa forma. Enfim encontrei um caixa livre e funcionando e qual não foi a minha surpresa quando, de repente, a tela do caixa eletrônico trava e... Adivinha? Com meus dados para quem quisesse ver. Que maravilha, não????



Era só o que me faltava!

Escrevi uma carta ao gerente movida pela minha indignação (tamanha a raiva que errei até a data, ao invés de 23 escrevi 22) e colei na porta de entrada do banco. E no caixa onde minha conta ficou exposta na tela, tive que colar um papel escrito "caixa com defeito" na tentativa de cobrir os dados e evitar que outras pessoas o usassem.






É impressionante os serviços porcos que nos oferecem as instituições financeiras desse País. Os caixas espalhados pela cidade simplesmente não se pode contar com eles, pois nunca sabemos quando estão de facto funcionando. Em dia de pagamento a funcionários de qualquer empresa que seja, melhor nem ir ao banco. Como você nunca pode contar com todos os caixas de auto-atendimento funcionando, perde-se sempre mais de meia hora em filas e você ainda está sujeito a término de cédulas, caixas com cédulas apenas de 10 ou 20 Reais (em época de pagamento a funcionários!!!), ou então caixas soltando apenas cédulas de 50 e 100 Reais (como se todo mundo fosse rico).

Às vezes o que sentimos por sermos brasileiros é tão negativo que não tem nome, não tem adjetivo que sirva para designar, para expressar de facto! Indignada, lesada, roubada é muito pouco!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Grata por registrar sua visita.