segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Educação In ou Exclusiva?





Concordo.

Porque essa história de educação inclusiva é pura balela. É na verdade muito mais uma educação 'exclusiva'.

Criança com necessidade especial precisa de atenção especial. Se fica entre crianças sem dificuldade de aprendizado ou sem deficiência física, ficará sempre atrasada em relação à turma, ou o professor prejudica toda a turma por causa de uma criança, ou o professor não tem tempo para se dedicar ao aluno especial, etc etc etc.

Há uma série de problemas. Essa tal de educação inclusiva mais parece uma forma descarada  e mesquinha do Governo gastar menos ainda com Educação, como se não fosse algo prioritário.

Imaginem um aluno surdo em uma turma de 45 ouvintes numa escola onde só o professor de matemática conhece libras.

Imaginem uma criança com baixa visão ou cega numa turma de mais de 40 alunos que enxergam numa escola onde nenhum professor conhece Braile.

Imaginem uma turma de mais de 40 alunos, com aulas de 45 minutos em que o professor tem que correr contra o tempo, sem poder resolver o choro do único autista da sala que resolve começar a chorar porque a mesa do professor foi trocada de lugar e ele não aguenta ver a mesa 50 cm longe do lugar em que ela costumava ficar.

Criança especial precisa de escola especial, com pessoas capacitadas e com tempo para lidar com elas.


2 comentários:

  1. Será que precisamos da volta das escolas especiais ou precisamos mudar a estrutura das escolas regulares para que elas possam dar condições de trabalho com crianças com deficiência? Vamos refletir que a educação especial hoje é uma modalidade transversal, e deveria ser oferecida a todos. Talvez essa seja uma luta bem diferente do que esta postagem quer: escola especial, professor especial, aluno especial. Uma proposta inviável que somente segrega pessoas em ambientes diferentes. Ou seja, voltem para seus espaços porque a escola regular não é pra vocês ... Precisamos lutar para que haja uma mudança real, e começa com nosso posicionamento contra toda exclusão e segregação social.

    ResponderEliminar
  2. Será que precisamos da volta das escolas especiais ou precisamos mudar a estrutura das escolas regulares para que elas possam dar condições de trabalho com crianças com deficiência? Vamos refletir que a educação especial hoje é uma modalidade transversal, e deveria ser oferecida a todos. Talvez essa seja uma luta bem diferente do que esta postagem quer: escola especial, professor especial, aluno especial. Uma proposta inviável que somente segrega pessoas em ambientes diferentes. Ou seja, voltem para seus espaços porque a escola regular não é pra vocês ... Precisamos lutar para que haja uma mudança real, e começa com nosso posicionamento contra toda exclusão e segregação social.

    ResponderEliminar

Grata por registrar sua visita.